Segunda-feira, 14 Junho, 2021
Inicio Boletim Liturgia V Domingo do Tempo Comum 2021 (B)

V Domingo do Tempo Comum 2021 (B)

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos

«Curou muitas pessoas, atormentadas por várias doenças»
(Mc 1,29-39)

Naquele tempo,
Jesus saiu da sinagoga
e foi, com Tiago e João, a casa de Simão e André.
A sogra de Simão estava de cama com febre,
e logo Lhe falaram dela.
Jesus aproximou-Se, tomou-a pela mão e levantou-a.
A febre deixou-a e ela começou a servi-los.
Ao cair da tarde, já depois do sol-posto,
trouxeram-Lhe todos os doentes e possessos,
e a cidade inteira ficou reunida diante da porta.
Jesus curou muitas pessoas,
que eram atormentadas por várias doenças,
e expulsou muitos demónios.
Mas não deixava que os demónios falassem,
porque sabiam quem Ele era.
De manhã, muito cedo, levantou-Se e saiu.
Retirou-Se para um sítio ermo
e aí começou a orar.
Simão e os companheiros foram à procura d’Ele
e, quando O encontraram, disseram-Lhe:
«Todos Te procuram».
Ele respondeu-lhes:
«Vamos a outros lugares, às povoações vizinhas,
a fim de pregar aí também,
porque foi para isso que Eu vim.»
E foi por toda a Galileia,
pregando nas sinagogas e expulsando os demónios.

Palavra da salvação

 

  • Comentário do nosso Pároco, Pe. José Diz
    O primeiro capítulo do Evangelho de S. Marcos apresenta-nos em síntese o programa da vida apostólica de Jesus, repartido entre o trabalho e a oração. Saindo da Sinagoga, cura a sogra de Pedro. Todos o procuram. “A febre deixou-a.” Continua a sua missão de libertador. Ao toque de Jesus tudo se renova. Depois da cura da sogra de Pedro, ela “começou a servi-los”. Foi a melhor forma de agradecer. A sua febre agora é servir. O serviço dos irmãos é remédio que cura muitos males. “E começou a orar”. Jesus quis assim mostrar que não há missão apostólica sem oração. É na intimidade da oração que se escuta a mensagem. A oração leva à ação porque leva à vida. “E partiu a pregar”. Contemplação e ação são dois aspetos da mesma realidade. Procedem da mesma fonte, crescem juntas para ser uma só vida. Contemplação é a fonte. Ação é a corrente. Tudo nasce por amor e tudo nele converge, porque Deus é Amor. O modelo é Cristo.
  • Comentário do Papa Francisco

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

MAIS RECENTES

XI Domingo do Tempo Comum

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos A menor de todas as sementes torna-se a maior de todas as plantas da horta (Mc 4,26-34) Naquele...

Deus salva sempre

«Nos momentos de escuridão e de dificuldade não devemos desanimar, mas permanecer ancorados na fidelidade de Deus, na sua presença que salva sempre. Recordai-vos...

X Domingo do Tempo Comum

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos Satanás está perdido (Mc 3,20-35) Naquele tempo, Jesus chegou a casa com os seus discípulos. E de novo acorreu tanta...

Filhos de Deus, irmãos por Jesus

«Todos aqueles que acolherem a palavra de Jesus são filhos de Deus e irmãos entre si» O Evangelho deste domingo (cf. Mc 3,20-35) mostra-nos dois tipos...

ARQUIVO

ARQUIVO (ÚLTIMOS NÚMEROS)