Segunda-feira, 14 Junho, 2021
Inicio Artigos Crescer na Fé Entusiasmo, Fé e Esperança em tempos de Pandemia

Entusiasmo, Fé e Esperança em tempos de Pandemia

Jesus referiu “Eu estarei sempre convosco até ao fim dos tempos”. Por analogia veio-me à memória o período actual que todos vivenciamos. Difícil sem dúvida, mas é preciso manter o entusiasmo, a fé e a esperança. Não deixar de todo morrer os nossos sonhos e aspirações. Vamos lutar para alcançar esse propósito apesar de todas as dificuldades com que nos iremos, certamente, confrontar.

E lembremo-nos também de Maria, mãe de Jesus e nossa Mãe. Maria torna-nos pessoas melhores através da oração perseverante do rosário, enquanto manifestação de fé, de esperança e de caridade, concedendo-nos inúmeras graças. Contemos com a sua intercessão junto de Jesus e a sua maternal protecção, de que tanto carecemos nestes momentos conturbados e nos dias vindouros em que precisamos de manter vivo o nosso entusiasmo, a nossa fé e a nossa esperança.

“Nada nos pode separar do amor de Deus, que está
em Cristo Jesus, nosso Senhor.” Romanos 8,39

 

• João 16,29-33
… neste mundo sofrereis tribulações; contudo, tenham ânimo. Eu venci o mundo!

Os dias são incertos. As relações estão construídas em areia movediça e as regras de jogo actuais promovem a cada dia as separações. Desconfiança, medo, insegurança são reacções naturais. Contudo, Jesus insiste: tem confiança!

Tu olhas para mim, Jesus, e eu sinto o teu apelo a ter calma. Tu aproximas-te de mim e eu percebo como a tua presença é mais forte que todas as turbulências que me rodeiam. Tu dizes-me palavras de paz e eu descubro que posso confiar, que posso deixar de ter medo e confiar em Ti.

 

• João 15,9-11
Como o Pai me amou, assim eu os amei; permanecei no meu amor.

O amor verdadeiro não é um arrepio na espinha. Não é como um fogacho intenso que logo passa e desaparece. O amor sério resiste a tudo, ao desgaste do tempo e não tem medo de enfrentar as vicissitudes da vida.

Jesus, hoje sinto vontade de Te rezar de joelhos. Tantas vezes procurei alegria longe de Ti e desanimei, distraí-me de Ti.
Mas felizmente, Tu insistes e chamas-me de novo. Se Tu me aceitares de volta, eu gostaria de permanecer contigo outra vez, pois sei que és a minha força, a minha esperança.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

MAIS RECENTES

XI Domingo do Tempo Comum

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos A menor de todas as sementes torna-se a maior de todas as plantas da horta (Mc 4,26-34) Naquele...

Deus salva sempre

«Nos momentos de escuridão e de dificuldade não devemos desanimar, mas permanecer ancorados na fidelidade de Deus, na sua presença que salva sempre. Recordai-vos...

X Domingo do Tempo Comum

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos Satanás está perdido (Mc 3,20-35) Naquele tempo, Jesus chegou a casa com os seus discípulos. E de novo acorreu tanta...

Filhos de Deus, irmãos por Jesus

«Todos aqueles que acolherem a palavra de Jesus são filhos de Deus e irmãos entre si» O Evangelho deste domingo (cf. Mc 3,20-35) mostra-nos dois tipos...

ARQUIVO

ARQUIVO (ÚLTIMOS NÚMEROS)