Quinta-feira, 21 Outubro, 2021
Inicio Artigos Crescer na Fé Recomeçar com Fé e com a graça de Deus

Recomeçar com Fé e com a graça de Deus

A graça de recomeçar é uma dádiva que o Senhor Jesus Cristo nos oferece. Em Seu misericordioso amor, Ele vem ao nosso encontro e, com Sua infinita bondade, anima-nos na caminhada.

Foi assim com os discípulos que regressavam a Emaús (cf. Lc 24,13-35). Após a crucifixão e morte de Jesus Cristo e quando eles voltavam para o povoado de onde haviam saído, podemos imaginar que levavam na alma a dor e a decepção de terem visto morto Aquele em quem haviam depositado toda confiança. E eis que, enquanto caminhavam, o próprio Ressuscitado aproximou-se e pôs-se a caminhar com eles.

Diante da decepção que determinada situação provoca, ficamos com o rosto e o coração sombrios. Olhamos e não vemos possibilidade de futuro. Há momentos em que a derrota ofusca a esperança. Diante de tal realidade frustrante, o desânimo pode aprisionar o nosso ânimo e deixar-nos presos ao que não deu certo.

Após este período de confinamento extremamente difícil para todos nós, mantenhamos a Fé de que vamos conseguir ultrapassar todas as dificuldades e recomecemos com os nossos corações cheios de alegria.

Não tenhas medo, pois estou contigo. Não fiques ansioso, pois eu sou o teu Deus. Vou fortalecer-te, sim, vou ajudar-te. Vou segurar-te firmemente com a minha mão direita de justiça.” Isaías 41,10

 

• João 16,23b-28
Na verdade, na verdade vos digo que tudo quanto pedirdes a meu Pai, em meu nome, ele vo-lo há de dar.

“Para a luta, temos as armas poderosas que o Senhor nos dá: a fé que se expressa na oração, a meditação da Palavra de Deus, a celebração da Missa, a adoração eucarística, a Reconciliação sacramental, as obras de caridade, a vida comunitária, o compromisso missionário.”
(Francisco, Alegrai-vos e Exultai. 162)

Ajuda-me, Senhor Deus, a confiar em Ti, a contar sempre com o teu amor de Pai, a construir a minha vida apoiado na tua ternura.

 

• João 10,27-30
As minhas ovelhas escutam a minha voz.

O mundo actual está cheio de muitas vozes. As novas tecnologias trouxeram os amigos e parentes, mesmo que distantes, para perto de nós, à distância de uma videochamada. Com as redes sociais sabemos tudo de todos em tempo quase real. São na realidade muitas vozes, muito ruído de fundo e pouca palavra, encontro e comunicação.

Para Ti, Jesus bom pastor, não sou um número, nem mais um na confusão digital.
Entre nós há diálogo, pois eu sei que conto para Ti. Sei que me amas, com as minhas fragilidades, com os meus erros, com os meus sonhos.
Por isso, quando Tu falas, reconheço a Tua voz, as coisas que Tu me dizes, pois a forma como as dizes é inconfundível.
Só a Tua voz, Jesus, me chama com tal intensidade que me decido a seguir-Te para onde me levares.

Artigo anteriorV Domingo da Quaresma 2021 (B)
Próximo artigoA Passagem

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

MAIS RECENTES

XVIII Domingo do Tempo Comum

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João Quem vem a Mim nunca mais terá fome, quem acredita em Mim nunca mais terá sede (Jo 6,24-35) Naquele...

Saciar a fome de infinito

«Para Jesus não é suficiente que as pessoas o procurem, Ele quer que elas o conheçam» Nestes últimos domingos, a liturgia mostrou-nos a imagem cheia...

XVII Domingo do Tempo Comum

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João Distribuiu-os e comeram quanto quiseram (Jo 6,1-15) Naquele tempo, Jesus partiu para o outro lado do mar da Galileia, ou...

Para que nada se perca!

«O Evangelho convida-nos a permanecer disponíveis e laboriosos, como aquele jovem que se dá conta de que tem cinco pães, e diz: “Ofereço isto,...

ARQUIVO

ARQUIVO (ÚLTIMOS NÚMEROS)