Domingo, 9 Maio, 2021
Inicio Boletim Liturgia II Domingo da Páscoa, ou da Divina Misericórdia 2021

II Domingo da Páscoa, ou da Divina Misericórdia 2021

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João

Oito dias depois, veio Jesus…
(Jo 20,19-31)

Na tarde daquele dia, o primeiro da semana,
estando fechadas as portas da casa
onde os discípulos se encontravam,
com medo dos judeus,
veio Jesus, apresentou-Se no meio deles e disse-lhes:
«A paz esteja convosco.»
Dito isto, mostrou-lhes as mãos e o lado.
Os discípulos ficaram cheios de alegria ao verem o Senhor.
Jesus disse-lhes de novo:
«A paz esteja convosco.
Assim como o Pai Me enviou, também Eu vos envio a vós.»
Dito isto, soprou sobre eles e disse-lhes:
«Recebei o Espírito Santo:
àqueles a quem perdoardes os pecados ser-lhes-ão perdoados;
e àqueles a quem os retiverdes ser-lhes-ão retidos.»
Tomé, um dos Doze, chamado Dídimo,
não estava com eles quando veio Jesus.
Disseram-lhe os outros discípulos:
«Vimos o Senhor.»
Mas ele respondeu-lhes:
«Se não vir nas suas mãos o sinal dos cravos,
se não meter o dedo no lugar dos cravos e a mão no seu lado,
não acreditarei.»
Oito dias depois,
estavam os discípulos outra vez em casa,
e Tomé com eles.
Veio Jesus, estando as portas fechadas,
apresentou-Se no meio deles e disse:
«A paz esteja convosco.»
Depois disse a Tomé:
«Põe aqui o teu dedo e vê as minhas mãos;
aproxima a tua mão e mete-a no meu lado;
e não sejas incrédulo, mas crente.»
Tomé respondeu-Lhe:
«Meu Senhor e meu Deus!»
Disse-lhe Jesus:
«Porque Me viste acreditaste:
felizes os que acreditam sem terem visto.»
Muitos outros milagres fez Jesus na presença dos seus discípulos,
que não estão escritos neste livro.
Estes, porém, foram escritos
para acreditardes que Jesus é o Messias, o Filho de Deus,
e para que, acreditando, tenhais a vida em seu nome.

Palavra da salvação

 

  • Comentário do nosso Pároco, Pe. José Diz
    A Igreja é a comunidade dos que acreditam no Cristo ressuscitado. É a Ressurreição que faz a Igreja, e é a Igreja que continua a Ressurreição. Somos um povo de ressuscitados. Os que acreditam em Cristo, ressuscitarão com Ele. A Igreja nasceu do mistério pascal, gerada na morte e ressurreição do Senhor. Toda a vida da Igreja é tempo pascal, celebração da morte e ressurreição do Senhor, até que Ele volte. Toda a história de Jesus se resume a lutar para libertar o homem da morte para a vida. As crises da Igreja e da vida cristã hoje são crises de fé. Como o Apóstolo Tomé, racionalizamos tudo, metendo a Deus nos estreitos limites das nossas conclusões. “Se não vir, não acreditarei”. Se acreditas por ver, já não é fé, mas ciência. A Fé não põe condições. “Felizes os que acreditam sem terem visto”. Felizes os que acreditam sem condições e aceitam o risco da Fé. Felizes aqueles que descobrem o Senhor nos acontecimentos da vida e sabem dizer sim, caindo de joelhos.
  • Comentário do Papa Francisco

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

MAIS RECENTES

VI Domingo da Páscoa 2021

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida pelos amigos (Jo 15,9-17) Naquele tempo, disse Jesus...

“É este o meu mandamento”

«Se eu permanecer unido a Jesus, o seu amor pode alcançar o outro e atraí-lo a si, à sua amizade» Neste tempo pascal a Palavra...

V Domingo da Páscoa 2021

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João Quem permanece em Mim e Eu nele dá muito fruto (Jo 15,1-8) Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Eu...

Permanecer em Jesus

«Se formos íntimos com o Senhor, como a videira e os ramos, seremos capazes de dar frutos de vida nova, de misericórdia, de justiça...

ARQUIVO

ARQUIVO (ÚLTIMOS NÚMEROS)