Sexta-feira, 24 Setembro, 2021
Inicio Boletim Liturgia XV Domingo do Tempo Comum

XV Domingo do Tempo Comum

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos

Começou a enviá-los
(Mc 6,7-13)

Naquele tempo,
Jesus chamou os doze Apóstolos
e começou a enviá-los dois a dois.
Deu-lhes poder sobre os espíritos impuros
e ordenou-lhes que nada levassem para o caminho,
a não ser o bastão:
nem pão, nem alforge, nem dinheiro;
que fossem calçados com sandálias,
e não levassem duas túnicas.
Disse-lhes também:
«Quando entrardes em alguma casa,
ficai nela até partirdes dali.
E se não fordes recebidos em alguma localidade,
se os habitantes não vos ouvirem,
ao sair de lá, sacudi o pó dos vossos pés
como testemunho contra eles».
Os Apóstolos partiram e pregaram o arrependimento,
expulsaram muitos demónios,
ungiram com óleo muitos doentes e curaram-nos.

Palavra da salvação

 

  • Comentário do nosso Pároco, Pe. José Diz
    Desde o início da sua vida pública, Jesus começou a reunir discípulos para andarem com Ele e enviá-los a pregar. “Chamou a si os doze Apóstolos e começou a mandá-los em missão”. Era o ensaio para a missão definitiva de ir por todo o mundo. Quando Deus chama é para enviar. “Ordenou-lhes que não levassem nada para o caminho”. A pobreza dos instrumentos continua a confirmar-se na pobreza dos processos. A força da mensagem reside em si mesma e não em apoios humanos. Não se baseia “sobre a sabedoria dos homens, mas sobre o poder de Deus”. “Sacudi o pó dos vossos pés”. Não é atitude de desprezo, mas gesto de libertação. A pobreza é a pátria da liberdade, o reino da abundância. A pobreza liberta. O apóstolo tem de ser o homem livre a quem nada se pega. “Partindo, pregavam que todos se convertessem”. Converter-se é voltar-se para Cristo, mudar de direção, dar à vida um sentido novo e radical.
  • Comentário do Papa Francisco

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

MAIS RECENTES

XVIII Domingo do Tempo Comum

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João Quem vem a Mim nunca mais terá fome, quem acredita em Mim nunca mais terá sede (Jo 6,24-35) Naquele...

Saciar a fome de infinito

«Para Jesus não é suficiente que as pessoas o procurem, Ele quer que elas o conheçam» Nestes últimos domingos, a liturgia mostrou-nos a imagem cheia...

XVII Domingo do Tempo Comum

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João Distribuiu-os e comeram quanto quiseram (Jo 6,1-15) Naquele tempo, Jesus partiu para o outro lado do mar da Galileia, ou...

Para que nada se perca!

«O Evangelho convida-nos a permanecer disponíveis e laboriosos, como aquele jovem que se dá conta de que tem cinco pães, e diz: “Ofereço isto,...

ARQUIVO

ARQUIVO (ÚLTIMOS NÚMEROS)