Sexta-feira, 24 Setembro, 2021
Inicio Boletim Liturgia XVI Domingo do Tempo Comum

XVI Domingo do Tempo Comum

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos

Eram como ovelhas sem pastor
(Mc 6,30-34)

Naquele tempo,
os Apóstolos voltaram para junto de Jesus
e contaram-Lhe tudo o que tinham feito e ensinado.
Então Jesus disse-lhes:
«Vinde comigo para um lugar isolado
e descansai um pouco».
De facto, havia sempre tanta gente a chegar e a partir
que eles nem tinham tempo de comer.
Partiram, então, de barco
para um lugar isolado, sem mais ninguém.
Vendo-os afastar-se, muitos perceberam para onde iam;
e, de todas as cidades, acorreram a pé para aquele lugar
e chegaram lá primeiro que eles.
Ao desembarcar, Jesus viu uma grande multidão
e compadeceu-Se de toda aquela gente,
porque eram como ovelhas sem pastor.
E começou a ensinar-lhes muitas coisas.

Palavra da salvação

 

  • Comentário do nosso Pároco, Pe. José Diz
    Todos os caminhos da redenção passam pelo deserto. Era ali que os profetas escutavam a mensagem e as multidões procuravam Jesus. “Vinde comigo para um lugar isolado”. Lugar isolado significa tempo de intimidade. Vamos aprender no silêncio a escutar o Senhor. O silêncio é a linguagem de Deus. É preciso fazer silêncio, para chegar à presença de Deus, que nos espera. Lugar isolado significa tempo de mudança. No silêncio atua a graça e germina o grão de trigo. Lugar isolado significa comunhão. Há perigos que só se podem vencer de companhia. A capacidade de escutar é laço que nos une no convívio dos homens. Há problemas que só se resolvem escutando. “Contaram-lhe tudo quanto tinham feito”. No silêncio e solidão, face a face com Deus, vamos rever os caminhos. “Encheu-se de compaixão”. A multidão não desiste de procurar Jesus. “Eram como ovelhas sem pastor”, famintas da sua palavra. E Jesus “começou a instruí-los” demoradamente e com amor.
  • Comentário do Papa Francisco

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

MAIS RECENTES

XVIII Domingo do Tempo Comum

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João Quem vem a Mim nunca mais terá fome, quem acredita em Mim nunca mais terá sede (Jo 6,24-35) Naquele...

Saciar a fome de infinito

«Para Jesus não é suficiente que as pessoas o procurem, Ele quer que elas o conheçam» Nestes últimos domingos, a liturgia mostrou-nos a imagem cheia...

XVII Domingo do Tempo Comum

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João Distribuiu-os e comeram quanto quiseram (Jo 6,1-15) Naquele tempo, Jesus partiu para o outro lado do mar da Galileia, ou...

Para que nada se perca!

«O Evangelho convida-nos a permanecer disponíveis e laboriosos, como aquele jovem que se dá conta de que tem cinco pães, e diz: “Ofereço isto,...

ARQUIVO

ARQUIVO (ÚLTIMOS NÚMEROS)