Quinta-feira, 21 Outubro, 2021
Inicio Artigos Crescer na Fé Tempo de Natal, Tempo de Paz

Tempo de Natal, Tempo de Paz

Jesus é o Nosso Salvador. Neste Natal vamos insistir na incrível verdade de que, através de Jesus, recebemos o maior presente. Não importa o que fizemos, onde estivemos ou o que pensamos de nós mesmos – somos perdoados e podemos caminhar confiantes de que no 01nosso Salvador temos a esperança e a promessa da vida eterna. Celebremos, por isso, o nascimento do Bom Pastor.

 

• João 16,33
Disse-vos isto para que encontrem a paz em mim…

Nesta época vamos lembrar-nos da liberdade e da paz que temos ao nosso alcance em Jesus. Embora seja garantido que passaremos por situações difíceis, através Dele temos acesso a uma paz e um descanso inatingíveis por nós próprios.

Pai, muito obrigado pela paz que Tu me proporcionas através de Teu Filho Jesus. Ajuda-me a lembrar disso e a descansar na Tua presença. Independentemente do que eu enfrentar, Tu está comigo e ofereces-me uma Paz que ultrapassa todo o entendimento – obrigado.

 

• João 10,27-30
As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço e elas me seguem…

Que Bom Pastor, com efeito! À medida que nos aproximamos do Natal, lembremo-nos que Jesus é o nosso Bom Pastor e que n’Ele podemos encontrar provisão e vida eterna. Da mesma forma como um pastor cuida de perto do seu rebanho, Jesus está sempre ao nosso lado. Vamos escutar a Sua voz, com toda a confiança de que Ele nos guia para águas tranquilas e verdes pastos.

Pai, obrigado por nos mostrares da forma mais bela de todas Jesus como o nosso Bom Pastor e por, através d’Ele, atenderes a todas as minhas necessidades. Dá-me ouvidos para ouvir a Tua voz com clareza e ousadia para Te seguir para onde quer que tu me chames, pois eu confio em Ti, sei que apenas tens maravilhas para mim e que sempre estarei ao Teu cuidado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

MAIS RECENTES

XVIII Domingo do Tempo Comum

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João Quem vem a Mim nunca mais terá fome, quem acredita em Mim nunca mais terá sede (Jo 6,24-35) Naquele...

Saciar a fome de infinito

«Para Jesus não é suficiente que as pessoas o procurem, Ele quer que elas o conheçam» Nestes últimos domingos, a liturgia mostrou-nos a imagem cheia...

XVII Domingo do Tempo Comum

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João Distribuiu-os e comeram quanto quiseram (Jo 6,1-15) Naquele tempo, Jesus partiu para o outro lado do mar da Galileia, ou...

Para que nada se perca!

«O Evangelho convida-nos a permanecer disponíveis e laboriosos, como aquele jovem que se dá conta de que tem cinco pães, e diz: “Ofereço isto,...

ARQUIVO

ARQUIVO (ÚLTIMOS NÚMEROS)